domingo, 11 de setembro de 2011

Tinha que escrever, senão explodia, sinto um aperto no peito. Estas saudades estão a dar cabo de mim, já não sei estar sem ti, já não sei reagir á tua ausência, se é que há reacção possível. Isto de falar poucas vezes e pouco tempo é péssimo, para além disso, estou com aquela sensação de que algo vai correr mal, pode ser por estares longe, mas sinto-me estranha desde que te foste. A primeira noite foi um caco, mal dormi e às cinco da manhã nem precisei de despertador para me acordar parece que o meu cérebro já estava programado, o meu coração já sabia que estavas a ir embora e lá trocamos algumas sms antes de adormeceres na carrinha. 


Oh meu amor, volta depressa, sinto a tua falta, sinto mesmo. 

13 comentários:

  1. Eu Adorei o 1º. É fantástico querida

    ResponderEliminar
  2. Nesta situações, o melhor é estarmos distraídas para não pensarmos no que não devemos. Pensa que tudo vai passar rapidinho :D

    ResponderEliminar
  3. Espero que ele volte depressa e que corra tudo bem, Ana :)
    E sim, sem dúvida foi um dia péssimo :s

    ResponderEliminar
  4. calma, ainda falta muito para ele chegar? de certeza que vem rapidinho e cheio de saudades tuas :)

    ResponderEliminar
  5. No sobre mim , esta lá a dizer "segue-me" :)
    E obrigada pelos comentários *

    ResponderEliminar
  6. http://alwaystoconfess.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  7. Adorei, o amor é assim mesmo :)
    Vou seguir *

    ResponderEliminar
  8. quando vais continuar a publicar a história 'Amei, Amo e Amarei (história verídica)' ?

    ResponderEliminar
  9. Olá , gostava de saber se não vais continuar aquilo que estavas a escrever sobre a rapariga que mentia sobre a idade a um rapaz . beijinhos

    ResponderEliminar
  10. gostei imenso do teu blog, vou seguir*

    ResponderEliminar